Os Anjos de Charlie (2019)

 

Filme: Os Anjos De Charlie
Data de lançamento: 28 de Novembro 2019 | ( 1h 58min ) | PG-13
Realizador: Elizabeth Banks
Elenco: Kristen Stewart, Naomi Scott, Ella Balinska
Géneros: Comédia, Ação, Aventura
Produção: Columbia Pictures, 2.0 Entertainment, Brownstone Productions 
Distribuição: Big Picture
Sinopse:  Os Anjos de Charlie sempre ofereceram aos seus clientes conhecimentos em segurança e investigação, e agora a Agência Townsend começou a expandir-se internacionalmente. As mulheres mais inteligentes, mais destemidas e mais bem treinadas, formam múltiplas equipas de Anjos guiadas por vários Bosley, e irão enfrentar duras missões em todo o mundo. Quando uma jovem engenheira de sistemas alerta para uma perigosa tecnologia, esta equipa de Anjos é chamada à ação, colocando as suas vidas em risco para nos proteger a todos.[…]

Crítica:

Os anjos de Charlie é a mais nova adaptação da série de sucesso dos anos 70, realizada por Elizabeth Banks, que nos reintroduz ao mundo de espionagem e aos múltiplos mistérios com reviravoltas tumultuosas que nele existem. Com esta nova iteração, conseguem os anjos voltar à vida com sucesso como algumas outras séries de filmes reanimadas? A resposta é completamente um misto de sim e não.

O filme detalha a jornada de Elena, uma perita em tecnologia que desenvolveu um novo produto, produto esse com sérios perigos agregados. Quando a companhia para a qual trabalha resolve ignorar a preocupação de Elena quanto aos perigos do artigo, Elena decide tentar parar a sua comercialização, apenas para ser apanhada numa teia de conspirações e tramas de espiões. Com a ajuda de Sabina e Jane, Elena junta-se à agência de Townsend para tentar resolver a precária situação em que se encontra.

angels

Comecemos pelo que há de positivo neste filme: os anjos. Nesta nova versão, as três personagens principais são completamente carismáticas, com fortes interpretações pelas atrizes escolhidas para desempenhar os papéis. Kristen Stewart, principalmente, consegue trazer um elevado magnetismo à sua personagem, desempenhando um papel relativamente mais cómico e diferente do tipo que usualmente interpreta, com maior leveza associada à performance. Stewart têm-se revelado, nos anos que se seguiram a Twilight, como uma atriz capaz e decente, e este papel vêm reafirmar a sua capacidade artística. Naomi Scott e Ella Balinska são também extremamente cativantes nos seus respetivos papéis, notando-se uma certa aura de diversão por parte das atrizes à volta das suas performances.

Contudo, apesar do filme ser relativamente divertido e detentor de uma boa intenção na sua base (nota-se que todos os membros da produção queriam realmente entregar um produto agradável e divertido), a história e execução deixam a desejar. Para começar, o enredo é familiar e derivado de outras produções do género, com clichês e reviravoltas que nada surpreendem. Não há nada de propriamente novo introduzido pelo filme, o que é uma pena, pois o produto final poderia ter sido um sucesso com um pouco mais de originalidade e um traço mais distinto.

As cenas de ação são também fracas, com demasiados cortes e uma técnica que fica aquém de filmes como John Wick (cujas sequências de ação são de cortar a respiração). Não vou arguir que Banks não é uma má realizadora, porque não é esse o caso (Dado que previamente havia realizado Pitch Perfect 2, um filme competentemente produzido), a película não se parece má de todo, mas as suas escolhas no departamento das lutas não foram as melhores.

Novamente reitero, o filme tem os seus momentos de diversão, é apenas o mau argumento, e algumas escolhas feitas, que o impedem de atingir um patamar cinematográfico superior. Apesar do esforço para entregar às massas um bom produto, o que nos é apresentado é um filme medíocre, com boas interpretações e uma genuína boa intenção por parte da realizadora. O filme decerto encontrará uma audiência que o aprecie no seu todo, mas se procuram algo original e diferente, este não é o filme para vocês.

< Voltar

Nota: